Fokker DR.I (Série “First Hunters”)

R$730,00

Pintura em acrílico sobre tela, 20×20 cm (33×33 cm com moldura). Escolhido pelos alemães para enfrentar a ameaça representada pelo Sopwith Triplane, o Fokker Dr.I (“Dr” como abreviatura de “Dreidecker”, isto é, triplano) foi posto em produção acelerada em 1917, alcançando o front em outubro do mesmo ano. Extremamente manobrável, seu maior problema era o arrasto derivado sua configuração alar, o que não lhe permitia alcançar velocidades muito elevadas, quando comparado com outros aviões já disponíveis na linha de frente (mesmo assim, atingia os 165 Km/h em configuração de combate). Apesar disso, muitos ases alemães o escolheram pela capacidade de rapidamente se posicionarem na cauda do inimigo com o Dr.I, sendo o mais famoso de todos os nomes a ele ligados o de Manfred von Richtofen, o extraordinário “barão vermelho”. Richtofen voava seu Dr.I vermelho quando foi abatido e morto, em circunstâncias nunca esclarecidas, em abril de 1918. Werner Voss obteve dez vitórias com um protótipo do Dr.I. Defeitos identificados na construção das asas levaram, inicialmente, a muitas quedas acidentais mas, uma vez solucionados os problemas, o avião se tornou um adversário muito temido. Produzido até maio de 1918, foi retirado do front para organizar a defesa do território alemão, principalmente pela sua excelente taxa de ascensão e agilidade. Pintura em acrílico sobre tela, 20×20 cm (33×33 cm com moldura), por F. G. Dillenburg. Peça única.

Disponibilidade: 1 em estoque

Parcele em até 10x de R$87,73 (garantido pelo PagSeguro)

Pintura em acrílico sobre tela, 20×20 cm (33×33 cm com moldura). Escolhido pelos alemães para enfrentar a ameaça representada pelo Sopwith Triplane, o Fokker Dr.I (“Dr” como abreviatura de “Dreidecker”, isto é, triplano) foi posto em produção acelerada em 1917, alcançando o front em outubro do mesmo ano. Extremamente manobrável, seu maior problema era o arrasto derivado sua configuração alar, o que não lhe permitia alcançar velocidades muito elevadas, quando comparado com outros aviões já disponíveis na linha de frente (mesmo assim, atingia os 165 Km/h em configuração de combate). Apesar disso, muitos ases alemães o escolheram pela capacidade de rapidamente se posicionarem na cauda do inimigo com o Dr.I, sendo o mais famoso de todos os nomes a ele ligados o de Manfred von Richtofen, o extraordinário “barão vermelho”. Richtofen voava seu Dr.I vermelho quando foi abatido e morto, em circunstâncias nunca esclarecidas, em abril de 1918. Werner Voss obteve dez vitórias com um protótipo do Dr.I. Defeitos identificados na construção das asas levaram, inicialmente, a muitas quedas acidentais mas, uma vez solucionados os problemas, o avião se tornou um adversário muito temido. Produzido até maio de 1918, foi retirado do front para organizar a defesa do território alemão, principalmente pela sua excelente taxa de ascensão e agilidade. Pintura em acrílico sobre tela, 20×20 cm (33×33 cm com moldura), por F. G. Dillenburg. Peça única.

Ver todas as obras de F. G. Dillenburg.

Observação: nenhuma imagem, por melhor que seja, é capaz de reproduzir os detalhes, as nuances, os cuidados que fazem parte do processo de elaboração da obra, executada com materiais rigidamente selecionados e da mais alta qualidade, para assegurar seu valor e sua longevidade.

O autor reserva-se o pleno e permanente direito sobre o copyright da sua obra. Nenhuma cópia ou reprodução, em qualquer meio físico ou digital, pode ser feita sem sua expressa autorização.

 

Peso 0,8 kg
Dimensões 33 × 33 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Fokker DR.I (Série “First Hunters”)”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho de compras